Como ter acesso ao Lucro do FGTS pela Caixa em 2019? Saiba

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Os trabalhadores com saldo positivo na conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) em 31 de dezembro do ano passado devem receber um rendimento de 6,18% sobre o dinheiro. É importante lembrar que o percentual é correspondente ao rendimento anual do fundo, além do lucro do ano passado, que será dividido integralmente com os trabalhadores que têm conta vinculada.
Como ter acesso ao Lucro do FGTS pela Caixa em 2019? Saiba
O balanço, em análise pela Caixa, mostra que o lucro do ano passado foi de R$ 12,2 bilhões. As contas do FGTS têm rendimento de 3% ao ano mais TR (Taxa Referencial), atualmente é zero.

De acordo com o Ministério da Economia, o rendimento do fundo em 2018 deve ser, com a distribuição do lucro, de 6,18%. O valor supera ao rendimento da poupança, que rendeu em torno de 4,55%.

Essa não é a primeira vez que o lucro do fundo é distribuído entre os cotistas. A política de distribuição foi implantada no governo Temer, mas a divisão era de metade dos resultados. Agora, todo o valor será distribuído entre os trabalhadores.

Em 2016, os trabalhadores puderam receber parte do quantitativo de R$ 7,2 bilhões. No ano seguinte, o valor foi de R$ 6,23 bilhões. A Caixa tem até 31 de agosto para fazer o crédito nas contas do FGTS.

Como consultar?

A consulta aos valores parados no fundo pode ser feita na internet ou por telefone. Lembrando que o dinheiro disponível no fundo não pode ser sacada, a não ser nas situações previstas em lei, como para compra ou financiamento da casa própria, na demissão sem justa causa e em casos de doenças graves, como o câncer.

Pessoalmente: nas agências da Caixa, com CPF e NIS/PIS

Pelo celular no Aplicativo FGTS
Na internet pelo site www.fgts.gov.br
Por carta cadastrando seu endereço completo no site do FGTS, em uma agência da Caixa ou por telefone
Por SMS ou email cadastrando o celular e o email na Caixa
Mais informações em 0800-7260207
Quanto eu posso receber?
A Caixa vai ter até o dia 31 de agosto deste ano para fazer o crédito dos valores nas contas

Saldo em 31 de agosto de 2018     Saldo corrigido Dinheiro extra

 R$ 100,00                                  R$ 106,18                    R$ 6,18
 R$ 500,00                                  R$ 530,90                    R$ 30,90
 R$ 1.000,00                               R$ 1.061,80                 R$ 61,80
 R$ 1.500,00                               R$  1.592,70                R$ 92,70
 R$ 2.000,00                               R$  2.123,60                R$ 123,60
 R$ 2.500,00                               R$  2.654,50                R$ 154,50
 R$ 3.000,00                               R$  3.185,40                R$ 185,40
 R$ 3.500,00                               R$  3.716,30                R$ 216,30
 R$ 4.000,00                               R$ 4.247,20                 R$ 247,20
 R$ 4.500,00                               R$  4.778,10                R$ 278,10
 R$ 5.000,00                               R$  5.309,00                R$ 309,00
 R$ 5.500,00                               R$  5.839,90                R$ 339,90
 R$ 6.000,00                               R$ 6.370,80                 R$ 370,80
 R$ 6.500,00                               R$  6.901,70                R$ 401,70
 R$ 7.000,00                               R$ 7.432,60                 R$ 432,60
 R$ 7.500,00                               R$ 7.963,50                 R$ 463,50
 R$ 8.000,00                               R$  8.494,40                R$ 494,40
 R$ 8.500,00                               R$ 9.556,20                 R$ 525,30
 R$ 9.000,00                               R$ 9.556,20                 R$ 556,20
 R$ 9.500,00                               R$ 10.087,10               R$ 587,10
 R$ 10.000,00                             R$ 10.618,00               R$ 618,00
 R$ 15.000,00                             R$ 15.927,00               R$ 927,00
 R$ 20.000,00                             R$ 21.236,00               R$ 1.236,00
 R$ 25.000,00                             R$ 26.545,00               R$ 1.545,00
 R$ 30.000,00                             R$ 31.854,00               R$ 1.854,00
 R$ 35.000,00                             R$ 37.163,00               R$ 2.163,00
 R$ 40.000,00                             R$ 42.472,00              R$ 2.472,00
 R$ 45.000,00                             R$ 47.781,00              R$ 2.781,00
 R$ 50.000,00                             R$  53.090,00            R$ 2.781,00

Saque das contas ativas e inativas
O governo confirmou que vai liberar os saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e do PIS-Pasep. O anúncio aconteceu no Palácio do Planalto, em cerimônia com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na ocasião, Bolsonaro assinou uma medida provisória (MP) para permitir os saques.

De acordo com o governo, os saques do FGTS começarão em setembro, e a previsão é injetar R$ 42 bilhões na economia até 2020. Os saques do PIS-Pasep começam em agosto. O saque será de até R$500,00 por conta.

Atualmente, há cerca de 260 milhões de contas ativas e inativas no FGTS. Desse total, cerca de 211 milhões (80%) têm saldo de até R$ 500.

Na cerimônia, o governo também informou que:
quem tiver conta na Caixa, o banco depositará automaticamente o valor;
quem não tiver conta na Caixa deverá seguir o cronograma será divulgado pelo banco;
quem tiver o Cartão Cidadão poderá fazer o saque em caixa automático;
saques inferiores a R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, mediante apresentação de carteira de identidade e CPF;

será criada a modalidade saque-aniversário; quem optar pelo saque-aniversário poderá utilizar os recursos como garantia para empréstimo pessoal;

a liberação dos saques deve beneficiar 96 milhões de trabalhadores.

Garantia para empréstimo

O Ministério da Economia divulgou que o trabalhador que migrar para a modalidade saque-aniversário poderá utilizar o montante recebido por ano como garantia para empréstimo pessoal.

Neste caso, o pagamento das parcelas do empréstimo em vencimento será descontado diretamente da conta do trabalhador no FGTS no ato em que for feita a transferência de recursos do saque-aniversário.

LEIA TAMBÉM↓↓:
Multa de 40% e demais modalidades
Segundo o Ministério da Economia, não haverá qualquer alteração na multa de 40% em caso de demissão sem justa causa para quem migrar para o saque aniversário.“O valor da multa de 40% permanece exatamente a mesma independentemente de qual seja a opção de saque do trabalhador”, detalhou.

O governo ainda anunciou que as demais hipóteses de saque, como as relacionadas à aquisição de casa própria, a doenças graves, à aposentadoria e ao falecimento, não foram alteradas.

“O trabalhador, poderá, portanto, mesmo em caso de opção pelo saque-aniversário, utilizar seu saldo para compra de imóveis para habitação ou usá-lo para pagar dívidas resultantes de financiamento habitacional”, concluiu.

Saques do PIS-PASEP

Além dos saques do Fundo de Garantia, o governo anunciou os saques do fundo PIS/Pasep. “Diferentemente dos saques anteriores, não há prazo determinado para a retirada do dinheiro. Os cotistas com recursos referentes ao PIS poderão sacar na Caixa e os do Pasep, no Banco do Brasil”, acrescentou.

A área econômica informou, ainda, que o saque para herdeiros será “facilitado”. “O dependente terá acesso ao recurso apresentando a certidão de dependente do INSS. No caso de sucessores é necessário apresentar uma declaração de consenso entre as partes e também declarar que não há outros herdeiros conhecidos”, anunciou.

Recursos na Economia
O ministro Paulo Guedes disse que, dos R$ 42 bilhões que o governo prevê que serão injetados na economia , R$ 30 bilhões serão liberados em 2019 e os outros R$ 12 bilhões, em 2020.

Dos R$ 30 bilhões previstos para 2019, R$ 28 deverão ter origem nos saques do FGTS e outros R$ 2 bilhões, nas contas do PIS-Pasep.
Como ter acesso ao Lucro do FGTS pela Caixa em 2019? Saiba

No último governo, de Michel Temer, foi permitido o saque de contas inativas do FGTS. De acordo com a Caixa Econômica, os saques somaram R$ 44 bilhões, com 25,9 milhões de trabalhadores beneficiados.

Rendimento do FGTS
Como acontece o rendimento do FGTS? O governo aplica uma parte do montante das contas do FGTS em títulos do Tesouro. Desde 2016, há uma distribuição desse lucro para os trabalhadores.
O percentual de distribuição é de 50% do lucro líquido do exercício anterior. De acordo com o ministro, o governo quer aumentar esse percentual para 100%.

Caso a medida se concretize, o rendimento das contas de cada trabalhador deve subir
As contas do FGTS rendem, ao menos, 3% ao ano, como previsto em lei. Além disso, recebem a TR (Taxa Referencial, uma taxa de juros calculada pelo Banco Central) e um percentual daquele lucro líquido sobre o exercício anterior. Em 2018, esse percentual foi de 1,72% para cada conta em cima do saldo existente no dia 31 de dezembro de 2017. O rendimento

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.